Como será a revolução dos pagamentos instantâneos em 2020

O ano de 2020 está sendo muito esperado pelas fintechs e pela população que gosta de praticidade e agilidade em pagamentos. Isso porque, o Banco Central prometeu lançar o sistema de pagamentos instantâneos até o final de 2020. 

Sendo assim, haverá muitas mudanças com essa novidade e é sobre elas que vamos falar a seguir. Afinal, hoje temos disponível alguns meios de pagamento mobile, porém, nada é parecido com o que os pagamentos instantâneos poderão proporcionar.

Qual é a principal novidade dos pagamentos instantâneos?

A inovação dos pagamentos instantâneos é que eles possibilitam realizar transações financeiras durante 24 horas por dia e em qualquer dia da semana. Além disso, o dinheiro fica disponível em questão de segundos para o beneficiário.

Hoje, temos algo parecido com isso, que são a TED e o DOC. Porém, eles só estão disponíveis em horário comercial e o dinheiro não fica disponível em questão de segundos para o recebedor. Além disso, as taxas para usar esses dois serviços são altas.

Sendo assim, os pagamentos instantâneos irão revolucionar o mercado de pagamentos brasileiro ao trazer agilidade, rapidez, segurança e comodidade. Afinal, qualquer transação poderá ser feita por meio de aplicativo. 

Para que essa forma de pagamento seja disponibilizada até final de 2020, durante todo o ano de 2019, o Banco Central, junto com fintechs e instituições financeiras, está regulamentando como funcionarão os pagamentos instantâneos. 

Quais mudanças podemos esperar com a nova forma de pagamentos?

Com a implementação dos pagamentos instantâneos o que se espera é que as pessoas comecem a utilizar mais o celular para finalizar seus pagamentos e transferências. Isso vai fazer com que haja uma diminuição do uso de dinheiro em espécie.

Por conta disso, só essa mudança já vai gerar uma grande economia nos cofres públicos, pois não será preciso imprimir tantas notas de dinheiro como acontece hoje. Mas não é só isso.

Os comerciantes, por exemplo, não precisarão esperar um mês inteiro para receber pelas vendas realizadas pelo aplicativo, como acontece com as vendas pelo cartão. Afinal, o dinheiro fica disponível em questão de segundos para o vendedor. Aliás, isso funcionará até nos finais de semana. 

Além dessa praticidade e diminuição de custos para os empreendedores, os próprios consumidores vão ter benefícios, pois não precisarão mais utilizar TED ou DOC para realizar transferências de urgência. Isso gera mais economia. 

Já para as fintechs e instituições financeiras, haverá mais concorrência. Dessa forma, podem surgir mais novidades para o setor financeiro. 

De uma forma geral, a população brasileira só tem a ganhar com a vida dos pagamentos instantâneos em 2020. Afinal, haverá mais economia, praticidade na hora de pagar pelas compras e segurança. Aliás, sobre esse último ponto, é bom ressaltar que o sistema que será disponibilizado pelo Banco Central conta com as mesmas tecnologias de segurança que os bancos utilizam em seus sistemas online. Então, não é preciso se preocupar.

Se você quiser acompanhar como andam as decisões do Banco Central em relação aos pagamentos instantâneos, é só acessar o Fórum Pagamentos Instantâneos e ver as últimas novidades.

No mais, convidamos você a ler nosso post sobre como será o ecossistema dos pagamentos instantâneos para entender melhor como ele irá funcionar.


Posts relacionados

Como receber de clientes com recorrência?

Como receber de clientes com recorrência?

Está pensando em lançar um produto mensal em que os clientes, por meio de uma assinatura, recebem esse...

As novidades das fintechs para 2020

As novidades das fintechs para 2020

Entramos em uma nova década e as novidades só estão começando no mercado financeiro. As fintechs, em 2020,...