As melhores máquinas de cartão de crédito para microempreendedor individual

Quantas vezes você já deixou de comprar algum produto ou serviço porque o empreendimento ou vendedor autônomo não aceitava cartão?

Atualmente, não oferecer formas de pagamento alternativas ao dinheiro para seu cliente é algo impensável, pois pode significar a perda de vendas e de futuros clientes.

Dessa forma, as máquinas de cartão de crédito estão aparecendo com força total no mercado e são opções interessantíssimas para os microempreendedores individuais.

Mas qual máquina escolher? O mercado oferece diversas opções, mas escolher a que melhor se encaixa no seu orçamento e no tipo seu tipo de demanda é essencial.

Separamos as melhores máquinas de cartão de crédito para microempreendedor individual.

SumUp TOP

A maquininha de cartão SumUp TOP é uma das melhores opções disponíveis no mercado para quem precisa aceitar cartões e não quer pagar aluguel.

As taxas sobre vendas realizadas no crédito à vista ou parcelado seguem dois tipos de planos, de acordo com o prazo de recebimento dos saldos: 2 dias úteis no Plano Acelerado ou a cada 30 dias no Plano Econômico.

O dinheiro cai automaticamente na conta corrente ou poupança, ou no cartão pré-pago, que pode ser adquirido junto com a máquina.

As taxas cobradas pela TOP são de 2,3% no débito, e de 3,1% ou de 4,6% no crédito à vista de acordo com o prazo de liberação de saldos.

As taxas para as vendas parceladas são de 3,90% para pagamentos em 2 a 12 vezes no Plano Econômico. Ou apenas 1,5% por parcela no Plano Acelerado.

Ela é vendida por R$118,80 ou 12 vezes de R$9,90, possui 10 anos de garantia e aceita débito e crédito das seguintes bandeiras: Elo, HiperCard, Visa, Visa Electron, Mastercard e Maestro.

Além de grandes vantagens, a empresa ainda é famosa pelo seu excelente atendimento ao consumidor, o que lhe garantiu o Selo de Excelência do Reclame Aqui.

iZettle

A iZettle é uma empresa sueca que veio para o Brasil com uma parceria com o Banco Santander.

O primeiro tipo de leitor oferecido pela iZettle é o Maquinão, que custa R$178,80 (12 vezes de R$14,90).

O Maquinão é uma máquina um pouco maior, faz transações mais rápidas e aceita pagamentos por aproximação (sem cabo).

Já o iZettle Lite custa R$118,80 (12 vezes de R$9,90), é menor e funciona com conexão via cabo.

Para qualquer leitor, a taxa de transação é de 2,39% para vendas no cartões de débito.

Para os cartões de crédito, a taxa é de 4,99% para vendas à vista e, em vendas parceladas, o acréscimo é de 1,99% a cada parcela acrescentada.

Com a iZettle, vcê receba as vendas em 2 dias úteis, direto na conta bancária. Para os dois modelos são aceitas Elo, Visa, Mastercard, Visa Electron e Maestro.

Minizinha do PagSeguro

O PagSeguro tem três opções de máquinas. A que sai mais em conta é a Minizinha e custa R$118,80 (12 vezes de R$9,90).

As taxas cobradas são 2,39% para vendas no débito e 3,19% no crédito

Apesar do preço baixo, ela aceita diversas bandeiras, inclusive cartão-refeição da Ticket, VR Benefícios, Alelo e Elo.

A Minizinha é ideal para quem quer uma máquina acessível para começar a vender e tem um volume baixo de vendas.

A Minizinha recebe os cartões de tarja por meio de digitação manual dos dados no app, o que torna a operação mais demorada e menos efetiva (pois corre risco de digitação errada).

As outras máquinas da PagSeguro são mais caras, porém oferecem mais funções.

É essencial analisar seu orçamento e o seu volume de vendas e optar pela máquina que vai te atender melhor.

Até a próxima.


Posts relacionados

Quais os melhores restaurantes Italianos no Brasil

Quais os melhores restaurantes Italianos no Brasil

A cultura italiana é bem presente em algumas regiões do Brasil por conta dos imigrantes italianos. Eles vieram...

Porque o Subway tem esse nome?

Porque o Subway tem esse nome?

O Subway é uma grande rede de fast-food que surgiu nos Estados Unidos e hoje tem unidades em...