5 Dicas para melhorar o fluxo de caixa do seu MEI

Uma empresa exige do seu empreendedor uma postura de planejador, estrategista e analista. Afinal, são muitas decisões a serem tomadas diariamente e o financeiro para manter em ordem. Por isso, ter sob controle o fluxo de caixa do MEI (Microempreendedor Individual) é essencial.

Aliás, é por meio do controle de fluxo de caixa que conseguimos analisar como está a saúde financeira da empresa. Se ela está dando lucro, prejuízo ou só se mantendo. Então, a seguir, veremos 5 dicas de como melhorar o fluxo de caixa MEI. 

1. Registre todas as movimentações

É importante registrar todas as movimentações financeiras do seu negócio. Isso vale para as entradas e saídas de dinheiro. Assim, fica mais simples de saber para onde está indo o dinheiro, qual é o lucro da empresa e onde é possível economizar.

Fazer o registro é uma das principais atividades de controle de fluxo de caixa. Ele pode ser feito por meio de planilhas ou softwares de gestão. Aliás, outro ponto importante é categorizar os registros, como despesas fixas, papelaria, compra de mercadoria, entre outros. Isso facilita a análise dos relatórios e você saberá, exatamente, onde o dinheiro foi utilizado.

2. Entenda que venda é diferente de dinheiro recebido

Realizar uma venda não significa, necessariamente, que o dinheiro vai entrar no caixa. Afinal, a venda pode ter sido feita a prazo. Então, é importante definir isso e anotar só o dinheiro que realmente entra no caixa, por meio de venda à vista.

Uma solução para não se perder nas contas e para saber o quanto irá entrar nos próximos meses por conta das vendas a prazo é registrar os valores como contas a receber. Assim, os valores só entram no caixa no vencimento do boleto ou da parcela de cartão do cliente. 

Nesse caso, para não se perder é essencial dominar bem as planilhas ou usar um software que disponha da opção de registrar as contas a receber.

3. Faça o controle de estoque

Para manter um bom fluxo de caixa é importante ter um bom controle de estoque. Isso porque quando se tem um controle de estoque eficiente o empreendedor não tem desperdício de produtos, por não estarem mais dentro do prazo de validade, e não fica com produtos encalhados.

Aliás, produtos encalhados é um desperdício de dinheiro. Afinal, você está deixando de ganhar com a venda deles e eles continuam ocupando espaço no seu estoque. Por isso, mantenha uma planilha de estoque. Anote tudo o que entra e tudo o que sai.

Assim, você consegue analisar quais são os produtos que mais têm demanda e quais não é preciso mais comprar, pois não têm saída. Aliás, se você está com produtos encalhados no estoque, faça uma promoção com eles para que eles possam ser vendidos e, assim, libere espaço para outros itens.

4. Tenha um planejamento a longo e curto prazo

Planejamento é essencial para os empreendedores. Por meio dele é possível entender melhor o seu negócio e criar estratégias para alcançar as suas metas. 

Então, comece a criar seu planejamento de curto e longo prazo. Defina metas reais do quanto quer vender nos próximos meses e, a partir disso, crie estratégias para atingir as metas.

Aliás, um bom planejamento evita, por exemplo, que em meses de poucas vendas seu negócio continue no azul. Pois, você pode tentar aumentar o faturamento nos meses que vende mais para tentar se manter nos meses de baixa. Ou, você pode criar novas soluções para aumentar o faturamento nos meses que a receita da sua empresa diminui.

5. Analise os dados

Além de registrar as movimentações e fazer um bom planejamento, outra ação importante é analisar os dados coletados. Então, de forma periódica, emita os relatórios de fluxo de caixa e analise como está a saúde financeira do seu negócio.

A partir dessa análise, você pode continuar com as suas estratégias, se elas estiverem dando certo, ou mudar as ações, caso algo esteja dando errado. Assim, você consegue manter sob controle o financeiro do seu negócio.

Com a aplicação de todas essas dicas sobre como melhorar o fluxo de caixa, seu negócio vai prosperar. Afinal, você saberá como estão as vendas, as despesas e o estoque. Então, coloque em prática as dicas e confira os resultados.Aliás, convidamos você a conferir nosso post sobre se vale a pena mesmo ser MEI.


Posts relacionados

Pagamentos com QR Code são seguros?

Pagamentos com QR Code são seguros?

No ano de 2020, o que se espera é que o Banco Central consiga colocar em prática a...

Como funciona o limite do saque do cartão de crédito?

Como funciona o limite do saque do cartão de crédito?

É normal passarmos por situações que nos exigem ter dinheiro em mãos para pagar alguma compra ou taxa....